Cartas de Acaiaca

Estudantes da Escola Estadual Professor Martins, no município de Acaiaca, nos enviaram cartas para contar…
Linha do tempo: quatro anos de luta
São quatro anos de resistência diante de um crime sem precedentes. Nesse período, as pessoas atingidas pela barragem de rejeitos da Samarco em Mariana/MG obtiveram muitas conquistas que não podem ser esquecidas.…
Papo de Cumadres
Quem vai pagar o aluguel das terras que a Samarco usou para o rejeito depositar? Por Sérgio Papagaio Foto: Júlia Militão Consebida e Clemilda estão curiosas pra saber de quem cobrar o…
Editorial (Novembro/2019)

Quatro anos se passaram e os(as) atingidos(as) continuam na luta por uma reparação justa. O cansaço e a angústia se misturam na rotina exaustiva de reuniões e audiências, os processos caminham a passos lentos. Nada tem sido feito.

COMO ESTÁ O

REASSENTAMENTO?

Assessoria Técnica de Mariana
Por Ellen Barros (assessora de comunicação)   No mês de outubro, quando a Cáritas Minas Gerais completa três anos de atuação como assessoria técnica das atingidas e dos atingidos pela Barragem de…
Todo dia é dia
Por Ana Luíza  Com o apoio Roziny Santos Silva  Dia de brincar Dia de sonhar Seus sonhos mais belos E falar que  Seus desejos foram realizados   É nunca desistir É saber…
O que quero ser

Quando somos crianças, os adultos costumam nos questionar sobre o que gostaríamos de fazer no futuro. E, geralmente, temos inúmeras respostas na ponta da língua. Falar sobre o futuro permite que crianças e adolescentes formem seus conceitos de mundo e tomem conhecimento das diversas possibilidades que podem seguir. Conversamos com os(as) estudantes das escolas de Paracatu e Bento sobre as profissões que conheciam e quais pretendem seguir.

Os pés de fruta da roça

A infância na roça possibilita o desenvolvimento de muitas habilidades e uma relação com a natureza que faz com que se alimentar das frutas seja mais divertido e prazeroso. Em Bento Rodrigues e em Paracatu de Baixo, nos pés de goiaba, jabuticaba, acerola, manga e de muitas outras frutas, as crianças se deliciavam ao mesmo tempo em que brincavam subindo nas árvores e “roubando” frutas dos vizinhos.

FOTOGRAFIA

REPORTAGEM ESPECIAL

COLUNAS

Em Papo de Cumadres, Sérgio Papagaio traz a prosa entre duas senhoras atingidas pela tragédia socioambiental
Em Direito de Entender, o promotor Guilherme Meneghin explica quais são os direitos das comunidades atingidas e esclarece quais são as obrigações por parte das mineradoras envolvidas

VÍDEO

CADASTRE-SE NA NEWSLETTER

Send this to a friend