CAPÍTULO 4 – As redes

Redes de regeneração. A resistência indígena e quilombola. O protagonismo feminino na luta em um estado marcado por violações de direitos às populações ribeirinhas e costeiras.

CAPÍTULO 3 – Estado de crise

Descrição do estado de crise deflagrado no estado a partir do desastre continuado. Destaque para a crise de insegurança alimentar, abastecimento hídrico e a ausência de informações/pesquisas sobre a situação de saúde pública do estado.

CAPÍTULO 1 – Não é Doce morrer no mar

Caracterização do território e de modos de vida atingidos no Espírito Santo – destaque para a vida pesqueira, principal rotina reelaborada a partir da chegada dos rejeitos.

Lutas e conquistas

Na edição especial de três anos do rompimento da Barragem de Fundão, o jornal A SIRENE trás o resumo das lutas e conquistas dos(as) atingidos(as). Confira!

O Rio Fantasma

Poema escrito por Darlan Correa Dias, atingido de Governador Valadares, e premiado no I Concurso Literário UNIVALE.

COMO ESTÁ O

REASSENTAMENTO?

VÍDEO

Entre o cansaço e a esperança

Se pudéssemos nos encontrar com quem éramos há três anos, o que será que diríamos dessa trajetória? Como contaríamos sobre o que (não) tem sido feito nesse tempo? Quais recados gostaríamos de dar a nós mesmos?

Editorial (novembro/2018)

Nesta edição, quando se completam três anos do desastre-crime, reunimos as histórias, os relatos e as memórias daqueles e daquelas que, mesmo com as dificuldades, ainda resistem.

Ciranda: brincar, aprender e lutar por direitos

É necessário reconhecer as crianças como sujeitos no mundo, como sujeitos que sentem e vivenciam, à sua maneira, o que acontece ao seu redor. O crime que ocorreu no dia 5 de novembro de 2015, e que continua na vida dos(as) atingidos(as) ao longo da Bacia, não deixou de fora as crianças. Elas sentem os impactos de tudo isso e absorvem as dores e os sofrimentos causados pelos danos. Portanto, é importante acompanhar e entender de que forma elas foram atingidas.

FOTOGRAFIA

COLUNAS

Em Papo de Cumadres, Sérgio Papagaio traz a prosa entre duas senhoras atingidas pela tragédia socioambiental
Em Direito de Entender, o promotor Guilherme Meneghin explica quais são os direitos das comunidades atingidas e esclarece quais são as obrigações por parte das mineradoras envolvidas
CADASTRE-SE NA NEWSLETTER

Send this to a friend