Os pés de fruta da roça

A infância na roça possibilita o desenvolvimento de muitas habilidades e uma relação com a natureza que faz com que se alimentar das frutas seja mais divertido e prazeroso. Em Bento Rodrigues e em Paracatu de Baixo, nos pés de goiaba, jabuticaba, acerola, manga e de muitas outras frutas, as crianças se deliciavam ao mesmo tempo em que brincavam subindo nas árvores e “roubando” frutas dos vizinhos.

Nossa brincadeira é coisa séria

As crianças atingidas de Bento Rodrigues e de Paracatu de Baixo nos contam um pouco sobre as suas brincadeiras preferidas e como elas precisam se adaptar aos diferentes espaços da cidade de Mariana para continuar brincando.

As conversas de calçada

As calçadas de Bento são uma das coisas que as crianças do subdistrito têm sentido mais falta. As várias calçadas ocupadas por Ana Luiza, Isabela, Maria Eliza, Raquel têm uma porção de histórias pra contar. As meninas, com outras crianças, trocavam segredos, conversavam, contavam piadas e faziam bagunça nesses espaços.

Celebrar no nosso território

Neste mês de setembro, a fé e a união estiveram presentes na Festa do Menino Jesus, em Paracatu de Baixo, e na Festa de Nossa Senhora das Mercês, em Bento Rodrigues. Em ambas as festividades, foram celebradas missas nas igrejas tradicionais das comunidades e, depois, os fiéis seguiram em procissão carregando as imagens santas pelas ruas atingidas.

5 Compartilhamentos

Editorial (Outubro/2019)

Nesse mês outubro, em comemoração ao dia das crianças, trouxemos adolescentes para construírem essa nova edição da forma que sentissem vontade. Desde as pautas, passando pelas entrevistas, até as fotos. Todo o processo de produção foi pensado por eles(as).

O trauma da reconstrução

Após constantes problemas com as obras, atingidos(as) conseguem, a partir de reivindicações, a formação de uma equipe técnica para acompanhar o processo de construção e de reforma das casas em Barra Longa.

CADASTRE-SE NA NEWSLETTER

Send this to a friend