Editorial (Dezembro/2019)

Desde a nossa edição zero, publicada em fevereiro de 2016, evidenciamos a preocupação dos(as) atingidos(as)…

Fé e luta

Para quem perdeu tudo ou quase tudo, a fé é o fio que sustenta a esperança. No longo caminho de destruição causado pelo crime, a religiosidade é plural, mas é a fé que escora a força para lutar pelos direitos violados.

6 Compartilhamentos

É questão de justiça, sim

Já se passaram quatro anos, 1.460 dias e 35.040 horas que a vida dos(as) atingidos(as)…
7 Compartilhamentos

Muitas sirenes para pouca orientação

Como em grande parte do território mineiro, os moradores de Congonhas e de Macacos convivem com a insegurança da mineração e com o medo de um novo rompimento de barragem.

14 Compartilhamentos

Os trilhos do crime

No dia 25 de janeiro de 2018, o crime se repetiu. De propriedade da Vale,…
4 Compartilhamentos

Cartas de Acaiaca

Estudantes da Escola Estadual Professor Martins, no município de Acaiaca, nos enviaram cartas para contar…
7 Compartilhamentos
CADASTRE-SE NA NEWSLETTER

Send this to a friend