Editorial

Editorial (Novembro/2019)

Quatro anos se passaram e os(as) atingidos(as) continuam na luta por uma reparação justa. O cansaço e a angústia se misturam na rotina exaustiva de reuniões e audiências, os processos caminham a passos lentos. Nada tem sido feito.

Editorial (Outubro/2019)

Nesse mês outubro, em comemoração ao dia das crianças, trouxemos adolescentes para construírem essa nova edição da forma que sentissem vontade. Desde as pautas, passando pelas entrevistas, até as fotos. Todo o processo de produção foi pensado por eles(as).

Editorial (Setembro/2019)

Em julho, o Jornal A SIRENE, veículo de comunicação de denúncia e memória dos(as) atingidos(as), feito por e para os(as) atingidos(as), deparou-se com uma dessas situações. Anunciamos uma pausa por tempo indeterminado. No entanto, A SIRENE retorna, neste mês de setembro, com o intuito de seguir sendo o espaço para as vozes das comunidades atingidas que lutam pela reparação dos danos causados pelo crime. 

Editorial (Julho/2019)

Desde fevereiro de 2016, nossas páginas soam as vozes dos(as) atingidos(as), mas não sabemos quando – e se – publicaremos uma nova edição. Neste momento de tantas incertezas, precisamos lembrar onde tudo começou, seus motivos, suas aspirações e a importância deste projeto para cada um de nós. O editorial desta edição traz uma carta para refletirmos sobre aquilo que sentiremos falta, mas jamais esqueceremos.

Editorial (junho/2019)

Na capa desta edição, trazemos a foto de Valéria, moradora de Bento e jogadora do time de futsal Unidos de Bento Rodrigues (U.B.R.), para representar a união que tínhamos lá e que trouxemos para Mariana, mas, agora, de uma forma diferente e que serve de inspiração para a nossa batalha, não só dentro da quadra, mas também no nosso dia a dia.

Maio 2019

Quantos(as) mais terão que ser mártires para poder provar que esse sistema é errado? Que a vida não é só dinheiro? Quantos(as) mais vão chorar a morte dos seus(suas) filhos(as), de seus(suas) familiares? A mineração deve existir, mas com consciência e respeito às comunidades.

72 Compartilhamentos

Abril 2019

A imagem escolhida para a capa desta edição carrega alguns sentidos. Nas mãos de dona…

Editorial/Fevereiro 2019

No dia 5 de fevereiro de 2016, o Jornal A SIRENE foi lançado na praça da Sé, em Mariana. Este veículo nasceu ali para relembrar e romper o silêncio que antecedeu o crime de Fundão. Hoje, soar a nossa sirene a cada mês é mais do que um protesto diante da negligência da mineradora Samarco em não possuir um alerta para as comunidades próximas às barragens.

26 Compartilhamentos

Editorial/Janeiro 2019

Nesta primeira edição publicada em 2019, o Jornal A SIRENE traz, como capa, a imagem de uma cadeira vazia e enferrujada. As marcas do tempo manifestadas nela e o vazio que ela representa, simbolicamente, é um convite que fazemos aos nossos leitores para que “se assentem” e reflitam a respeito de um tema velho, mas que permanece recorrente em nossas comunidades: o assédio.

20 Compartilhamentos

Editorial/Dezembro 2018

Editorial (Dezembro/2018) – Ligados pelas águas dos rios Gualaxo e Doce, o Jornal A SIRENE atravessou, mais uma vez, o Estado de Minas Gerais até chegar à foz, no Espírito Santo, para participar do III Encontro Ancestral.

1 Compartilhamentos
CADASTRE-SE NA NEWSLETTER

Send this to a friend