Hostilizar. Uma pequena palavra com um significado tão grande

(Foto: Sergio Papagaio/Jornal A Sirene)

Por Sérgio Papagaio

Quando os funcionários da Samarco/Renova disseram que foram hostilizados nas reuniões do Gesteira eu comecei a pensar o que realmente é hostilização, e cheguei à conclusão de que hostilização, dentro deste contexto, é construir barragens a montante de civilizações centenárias, é deixar romper sobre nossas vidas, a morte, levando de imediato 19 vitimas e impedindo uma de vir a luz. Hostilizar é misturar seus corpos ao rejeito, é destruir comunidades inteiras, mudar o modo de vida de muitos, e de outros mudar a vida, de modo a dor e a morte serem acionadas, é transformar o destino de quatro gerações. Vejam vocês, dona Geralda teve, em meados de 1976, a vida dela e de sua família transformada pelo mineroduto da Samarco, usado para escoamento da produção de minério de ferro para o porto no Espírito Santo, ela e seu marido compunham a primeira geração, Gilmar e seus irmãos, a segunda geração, Simone, filha de Sílvio, irmão de Gilmar, com sua avó e seus tios, já na terceira geração, foi atingida também por mineroduto e pelo rompimento da barragem de Fundão e agora Sofia, já na quarta geração, sofrendo junto com seus familiares estes males da hostilização provocado pela lama  de Fundão, por isto eu digo, Dona Geralda e sua família são a prova viva do verbo hostilizar sendo conjugado no modo imperativo há 4 gerações, quantas Donas Geraldas quantos Gilmares quantas Simones e quantas Sofias estão sendos hostilizados de todas as formas ao longo da bacia? E nós atingidos e atingidas somos taxados de hostis, isto seria cômico se não fosse trágico. Vocês tentam virar a mesa o tempo todo, e como eu sempre digo aqui neste tribunal, nós atingidos somos as vítimas e vocês os réus. É preciso que a justiça cumpra seu papel e, se assim fosse, não teríamos mais problemas, mas infelizmente a justiça, muitas das vezes, é usada para se cometer crimes dentro da lei, é por isto que nós atingidos e atingidas temos que nos defender destes criminosos que usam de métodos escusos para tentar inverter os valores, eu admiro a coragem e o mau-caratismo dos assassinos querendo por a culpa nas vitimas, não é cômico, é trágico.

COMENTE

Ainda não há comentários

Os comentários estão fechados

CADASTRE-SE NA NEWSLETTER

Send this to a friend