O que quero ser

Quando somos crianças, os adultos costumam nos questionar sobre o que gostaríamos de fazer no futuro. E, geralmente, temos inúmeras respostas na ponta da língua. Falar sobre o futuro permite que crianças e adolescentes formem seus conceitos de mundo e tomem conhecimento das diversas possibilidades que podem seguir. Conversamos com os(as) estudantes das escolas de Paracatu e Bento sobre as profissões que conheciam e quais pretendem seguir.

Por Alessandro dos Santos Paschoal, Ana Luiza Euzébio, Keila de Fátima Gonçalves, Lídice Maya da Silva, Lucielly Aparecida Lopes Marcelino, Marcela da Silva, Maria Eliza Alves da Silva, Maria Emília de Sousa Silva, Pâmela Eduarda Anacleto, Rafaela Kecia da Silva, Raquel Luciana Felipe, Samantha Fernandes e Weuller de Sousa Cota

Com o apoio de Giovanna Giaretta*, Joice Valverde, Júlia Militão, Juliana Carvalho, Karina Peres*, Lavínia Torres*, Victória Oliveira* e Wigde Arcangelo | Curiá – podcast produzido pelo projeto de extensão Pequenos Ouvintes

*Programa de extensão da UFOP “Sujeitos de suas histórias”

Pretendo fazer Odontologia e Medicina Veterinária, porque é meu sonho desde a infância. E ser cirurgiã, porque eu gostaria de salvar vidas e ajudar as pessoas que precisam. 

Ana Luiza Euzébio, 13 anos,  moradora de Bento Rodrigues

 

Eu quero ser professora de balé. Porque o meu sonho é ser bailarina. Desde pequena, eu danço, é uma paixão. O que mais me encanta são as danças na sapatilha de ponta. 

Maria Emília de Sousa Silva, 11 anos, moradora de Mariana

 

Eu quero ser médica, porque eu acho bonito ver os médicos salvando as vidas. Quando eu crescer, quero ser um exemplo disso.

Marcela da Silva, 13 anos, moradora de Paracatu de Baixo

 

Quero ser professora de História ou psiquiatra, porque pode ajudar muita gente.

Lídice Maya da Silva, 14 anos, moradora de Bento Rodrigues

 

Ainda não tenho nada em mente. Quando a gente forma, todo mundo já vem perguntar: o que você vai ser? Isso incomoda um pouco, porque eu ainda não sei e quero que seja uma coisa que eu goste, pra fazer com dedicação.

Lucielly Aparecida Lopes Marcelino, 14 anos, moradora de Paracatu de Baixo

 

Eu pretendo fazer Engenharia Civil ou Educação Física.

 Maria Eliza Alves da Silva, 14 anos, moradora de Bento Rodrigues

 

Quero ser policial, pra mudar a vida das pessoas e defender a cidade. 

Keila de Fátima Gonçalves, 12 anos, moradora de Paracatu de Baixo

 

Quero ser médico, pra salvar vidas. Tenho que estudar muito, mas não tô preparado.

Alessandro dos Santos Paschoal, 11 anos, morador de Paracatu de Baixo

 

Advogada, mas não sei dizer a área que eu quero. Só sei que advogado entra em processo, mexe com prisão, direitos humanos…

Rafaela Kecia da Silva, 16 anos, moradora de Paracatu de Baixo

 

Pediatria e Psicologia. Psicologia, pra ajudar as pessoas… As duas profissões é para ajudar as pessoas. 

Raquel Luciana Felipe e Samantha Fernandes, 14 e 13 anos, moradoras de Bento Rodrigues

 

Eu quero ser policial, sei que é uma profissão perigosa, mas não me dá medo. O que mais me chama atenção são os carros. 

Pâmela Eduarda Anacleto, 13 anos, moradora de Paracatu de Baixo

 

Quero ser médico, porque eu gosto da profissão e o que mais me chama atenção é poder salvar vidas. Penso em ser cirurgião.

Weuller de Sousa Cota, 15 anos, morador de Paracatu de Baixo

COMENTE

Ainda não há comentários

Os comentários estão fechados

CADASTRE-SE NA NEWSLETTER

Send this to a friend