Atingidos(as) ocupam escritório da Renova

Atingidos(as) das regiões de Mariana, Barra Longa e Acaiaca estão ocupando o escritório da Fundação Renova, em Mariana, desde esta segunda (03). As comunidades apresentaram 18 reivindicações para a fundação/empresas, porém não obtiveram respostas. Por isso, decidiram ocupar o escritório até que a Renova traga soluções para as reivindicações dos(as) atingidos(as).

As comunidades exigem agilidade no processo de reassentamento familiar e coletivo das comunidades, reconhecimento de Acaiaca como município atingido, retirada de todas as famílias em casas que estão em situação de risco na cidade de Barra Longa, reconhecimento das 11 famílias diagnosticadas com intoxicação por metais pesados, dentre outros.

Chegamos no Escritório da Renova por volta de umas nove horas na segunda. Entregamos a pauta de reivindicações, mas eles só falaram que depois dariam uma resposta. Deu a noite e nada. Nós estamos aguardando e só vamos sair quando eles nos derem uma resposta. Com a Renova tem que ser documento, não pode ser com palavra porque isso eles não têm, se tivessem já tinham resolvido. Já vai fazer quase quatro anos e até hoje nada.

Nós estamos na luta e só vamos sair quando eles resolverem para nós, do contrário nós vamos trocando de turno. A união faz a força. Dizer não para uma pessoa é fácil, mas dizer não para cinquenta, sessenta ou cem é mais difícil. Ontem foram cerca de 116 pessoas. Hoje devem ser mais de 50.

Hermínio Amaro Nascimento, morador de Barra Longa

Fotos: Sérgio Papagaio/Jornal A Sirene

COMENTE

Ainda não há comentários

Os comentários estão fechados

CADASTRE-SE NA NEWSLETTER

Send this to a friend