Mobilização faz marcha de Regência à Mariana em defesa dos atingidos pela lama

Participantes se mobilizam pela justiça aos atingidos e à natureza. Foto: Sérgio Cardozo/Divulgação
Participantes se mobilizam pela justiça aos atingidos e à natureza. Foto: Sérgio Cardozo/Divulgação

Cerca de 400 pessoas iniciaram uma caminhada em direção à cidade de Mariana, em Minas Gerais, na última sexta-feira (31). A mobilização, que se iniciou em Regência, distrito de Linhares, no Espírito Santo, tem como objetivo lembrar da tragédia do rompimento da barragem do Fundão, da Samarco, e pedir por justiça aos atingidos nos dois estados.

Cerca de 10 Ônibus seguem em direção à Mariana. Foto: Sérgio Cardozo/Divulgação
Cerca de 10 Ônibus seguem em direção à Mariana. Foto: Sérgio Cardozo/Divulgação

Com previsão de chegada para a noite desta quarta-feira (02), o grupo apoiado pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) faz o percurso oposto da lama da barragem. Naquele dia 5 de novembro, a composição de rejeitos de minério e água desceram entre as montanhas, destruindo o subdistrito de Bento Rodrigues e matando ao menos 19 pessoas. No Estado de Minas Gerais, ainda foram afetadas comunidades como Paracatu, Barra Longa e Governador Valadares.

A lama vinda das operações da Samarco, controlada pela Vale e BHP Billiton, ainda percorreu mais de 600 km por rios, alcançando o mar. Cerca de três mil pescadores foram afetados no Espírito Santo. De acordo com o  Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), 1.469 hectares de vegetação foram destruídas, incluindo Áreas de Preservação Permanente.

// DA ASSESSORIA

Ainda não há comentários

Deixar uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

CADASTRE-SE NA NEWSLETTER

Send this to a friend