Papo de Cumadres: coronavírus

Consebida e Clemilda estão apavoradas com tanta gente de todo canto, da Renova e suas terceirizadas,  diante do coronavírus, pois há uma grande circulação de seus funcionários até pro exterior, podendo disseminar a contaminação.

Por Sérgio Papagaio

– Cumadre Clemilda oia só que tentação já num bastava a barrage trazer a contaminação por metá pesado ainda pru nossu pecadu a renova que num repara um mar sem carsar outro, trouxe pra fazer reparação gente de toda povoação sem contá us mais graduadus que viaja de avião.

– Consebida minha fia agora minha cabeça deu um nó mi  ixprica diritin este borogodó.

– Cumadre veja só nós que sempre saiu pru CIF, pras camaras técnica quantas vês nos emcontrou com funcionário da renova nus aero- poutus de Beozonti, Vitória e Brasília e pra tantus outrus lugá que ajente nem vil e pra todu cantu du mundu e du Brasil. 

– Agora achu que intendi ês pode pegá u tar corona vírus e dispois, pra nois passar, então tem mais coisa pamode nois se percupá as teucerizadas que aqui em Barra Longa vei trabaiá tem genti de tudu inquantu é lugá uma hora ês ta aqui outra hora ês ta lá e dispois  vorta pra cá Deus sabe que uma hora ô outra es pode nus contaminá.

– É como sempre fala cumpadre Papagaio rompi 365 barrage pur ano sobre nossas cabeça, u que ês qué e matá nóis custe u que custá tentaru com u rompimentu, dispoi com um monte de reunião usandu pra agravá nossu emocioná sempre a palavra não, dispois nois soube que u rejeitu tinha matá que pode nus contaminá, agora com este covd 19, tem quase mir funcionariu que pode ir lá fora contaminá e dispois vortá e matá nois de afrição e ou de contaminação.

Ainda não há comentários

Os comentários estão fechados

CADASTRE-SE NA NEWSLETTER

Send this to a friend