Tag: justiça

Quanto tempo dura a espera?

“Morei 35 anos no Bento, eu achava que ia terminar os meus dias lá. Foi o único lugar em que pude comprar um pedacinho de terra pra chamar de meu.”

24 Compartilhamentos

O que eles não querem entender

Para os(as) moradores(as) das comunidades atingidas, o rompimento foi só o início do que viria pela frente.

20 Compartilhamentos

Lutas e conquistas

Na edição especial de três anos do rompimento da Barragem de Fundão, o jornal A SIRENE trás o resumo das lutas e conquistas dos(as) atingidos(as). Confira!

2 Compartilhamentos

Danos não são negociáveis

O reconhecimento dos danos sofridos pelas vítimas vem sendo negado pela Fundação Renova/Samarco. Entre as perdas e danos que tiveram que entrar em “negociação” pelos(as) próprios(as) atingidos(as) está a indenização pela desvalorização dos imóveis; a perda de local de trabalho e, consequentemente, de renda ou da relação de emprego, a perda individual a bens comunitários como igrejas e cemitérios, entre outros.

13 Compartilhamentos

Justiça, pelos olhos atingidos

Mesmo que a reparação dos danos do rompimento da Barragem de Fundão seja devidamente feita, não há valor que pague o saber das nossas vidas como eram antes, e ter a dor de ver como elas estão agora.

4 Compartilhamentos

TAC Governança: que poder teremos?

Embora o novo acordo inclua a participação dos atingidos em todas as etapas, o poder de voz das comunidades nas cadeiras mais importantes, isto é, aquelas que decidem pelo “sim” ou pelo “não”, ainda é muito baixo em comparação ao poder da Fundação Renova e das causadoras dos danos (Samarco, Vale e BHP)

5 Compartilhamentos

Queremos construir juntos

“Tratar da saúde de Barra Longa, assim como de toda a bacia, sem examinar é construir um processo excludente, em que o atingido recebe sobre suas cabeças 365 rompimentos de barragens por ano.”

2 Compartilhamentos
CADASTRE-SE NA NEWSLETTER

Send this to a friend