Tag: Mariana

Atingidos(as) ocupam escritório da Renova

Atingidos(as) de Mariana, Barra Longa e Acaiaca estão ocupando o escritório da Fundação Renova, em Mariana, desde esta segunda (03/06). As comunidades apresentaram 18 reivindicações para a fundação/empresas, porém não obtiveram respostas e decidiram ocupar o escritório até que a Renova traga soluções para os(as) atingidos(as).

81 Compartilhamentos

Atingidos(as) antes do rompimento | Início

Nesta edição, o Jornal A SIRENE foi até as comunidades de Barão de Cocais e Antônio Pereira entender a realidade dessas pessoas que sofrem com o risco de rompimento de barragens e o descaso da mineradora Vale. A empresa atua de forma irresponsável ao deixar os(as) moradores(as) desinformados(as). Essas comunidades são atingidas antes de qualquer rompimento porque suas principais preocupações são causadas pela Vale.

37 Compartilhamentos

Por que voltar a Bento?

Andar por Bento Rodrigues é encarar o efeito do descaso e da crueldade das grandes empresas. A marca do rejeito de minério, que devastou a comunidade há três anos e seis meses, ainda permanece no que restou de Bento.

71 Compartilhamentos

Mães atingidas

No mês de maio comemoramos o Dia das Mães. Para marcar esta data, o Jornal A SIRENE traz as histórias dessas mulheres que precisam encarar os desafios da maternidade e que, ao mesmo tempo, lidam com as dificuldades de serem atingidas.

153 Compartilhamentos

O Rio Fantasma

Poema escrito por Darlan Correa Dias, atingido de Governador Valadares, e premiado no I Concurso Literário UNIVALE.

4 Compartilhamentos

Entre o cansaço e a esperança

Se pudéssemos nos encontrar com quem éramos há três anos, o que será que diríamos dessa trajetória? Como contaríamos sobre o que (não) tem sido feito nesse tempo? Quais recados gostaríamos de dar a nós mesmos?

8 Compartilhamentos

Editorial (novembro/2018)

Nesta edição, quando se completam três anos do desastre-crime, reunimos as histórias, os relatos e as memórias daqueles e daquelas que, mesmo com as dificuldades, ainda resistem.

3 Compartilhamentos

Ciranda: brincar, aprender e lutar por direitos

É necessário reconhecer as crianças como sujeitos no mundo, como sujeitos que sentem e vivenciam, à sua maneira, o que acontece ao seu redor. O crime que ocorreu no dia 5 de novembro de 2015, e que continua na vida dos(as) atingidos(as) ao longo da Bacia, não deixou de fora as crianças. Elas sentem os impactos de tudo isso e absorvem as dores e os sofrimentos causados pelos danos. Portanto, é importante acompanhar e entender de que forma elas foram atingidas.

2 Compartilhamentos

Obrigado(a), Dom Geraldo

Depois de 11 anos como arcebispo de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha encerrou suas atividades na Arquidiocese da cidade. Conversamos com o arcebispo como sinônimo de reconhecimento e gratidão pelo papel que a Arquidiocese tem com atingidos(as) desde o início

3 Compartilhamentos
CADASTRE-SE NA NEWSLETTER

Send this to a friend