Tag: Samarco

Em quatro anos, um tijolo

Às vésperas de completar quatro anos do rompimento da barragem da Samarco/Vale/BHP Billiton, a Fundação/Samarco comemora a colocação do primeiro tijolo da primeira casa do reassentamento de Bento Rodrigues, em Lavoura. Após anos de divergências e de projetos malfeitos pela Fundação, o marco evidencia que o momento não é de comemoração, e sim de luta pelos próximos passos nas obras do novo Bento.

71 Compartilhamentos

Dois Vales, o mesmo crime, da mesma vale

As duas comadres, Consebida e Clemilda, tiveram uma alegria muito grande por receber em Barra Longa os(as) atingidos(as) pelo crime da Vale, em Brumadinho. Apesar da dor, puderam sorrir mesmo com lágrimas nos olhos.

Qual é a voz do(a) atingido(a)?

Depois de mais de um ano de publicação do A Sirene, a Renova também criou seu jornal para fazer publicidade para a própria Renova/empresas. Nós não reconhecemos essas publicações.

10 Compartilhamentos

Mães atingidas

No mês de maio comemoramos o Dia das Mães. Para marcar esta data, o Jornal A SIRENE traz as histórias dessas mulheres que precisam encarar os desafios da maternidade e que, ao mesmo tempo, lidam com as dificuldades de serem atingidas.

153 Compartilhamentos

“Eles resolvem com mais barragens”

A rotina de Santana do Deserto se transformou novamente desde que a Fundação Renova/Samarco iniciou a limpeza na Hidrelétrica Risoleta Neves. Para a fundação/empresa, a solução para a limpeza do rio atingido foi uma das mais questionáveis: uma nova barragem para depositar os rejeitos retiradas da água.

10 Compartilhamentos

Editorial (julho/2018)

Os laços que nos unem como comunidades sempre vão existir, pois nós cuidamos da nossa gente e, mesmo que o cansaço insista em nos enfraquecer, não deixamos de continuar.

1 Compartilhamentos

O que eles querem ver?

A Fundação Renova tem utilizado a reparação aos danos causados às vitimas como uma maneira de realizar propaganda de si mesma. Ao oferecer visitas aos terrenos das comunidades e expor maquetes do reassentamento, a Fundação cria o “turismo da desgraça”

20 Compartilhamentos

Fomos reconhecidos, mas na verdade não fomos

Em protesto pacífico realizado em diferentes cidades do Espírito Santo e Aimorés, Minas Gerais, atingidos(as) pelo rompimento da Barragem de Fundão denunciaram a insuficiência das medidas de reparação promovidas pela Fundação Renova.

4 Compartilhamentos
CADASTRE-SE NA NEWSLETTER

Send this to a friend