Nota conjunta contra retorno da Renova em Barra Longa

Por Comissão de Atingidos e Atingidas de Barra Longa

Com o apoio de Sérgio Papagaio e Wigde Arcangelo

A Comissão de Atingidos e Atingidas de Barra Longa entregou ontem (04 de junho) ofício contra o retorno das operações da Renova e terceirizadas na cidade.

Leia na íntegra: 

Ofício nº24/COMISSÃO 

Barra Longa, 04 de Junho de 2020 

À Prefeitura de Barra Longa 

À Secretaria de Obras de Barra Longa 

À Secretaria de Saúde de Barra Longa 

Ref. A retorno operacional da Renova e suas terceirizadas 

Prezados, 

A Comissão de Atingidas e Atingidos em conjunto com o coletivo de saúde de Barra Longa, os quais contam com a participação de vários atingidos e atingidas, vem apresentar sua posição contrária a retomada dos trabalhos da Renova e suas terceirizadas no território durante todo o período da transmissão ativa do covid 19, pautando o bem-estar e a saúde de seus munícipes. 

A partir do exemplo da cidade de Mariana, onde a Renova e suas terceirizadas não interromperam as atividades e veio a contaminar até o momento vários funcionários, contribuindo para um triste número que começa a ultrapassar as barreiras do controle, situação calamitosa que põe em risco vidas humanas. 

Nós cidadãos e cidadãs barra-longuenses pautamos primeiramente a vida, ato que no picadeiro da existência não se repete. Portanto, lembramos que pela forma que Barra Longa foi atingida, cabe a Renova, Fundação criada para reparar o crime do rompimento da barragem da Samarco Minerações e suas controladoras Vale e BHP Billiton do Brasil, e tudo que possa ter relação com o rompimento, visto que a vida se seguia com pescadores, garimpeiros tradicionais, lavradores da terra santa de Barra Longa, extrativistas dentre outros ofícios que foram ceifados ou parcialmente prejudicados. 

A Fundação Renova não visa o lucro e já possui verba direcionada para  reparação e portanto não sofrerá como os empreendedores comuns os efeitos da crise econômica, nesse sentido, encontra-se em melhores condições de proteger os direitos e a dignidade de seus trabalhadores. 

Entendemos que esta é a hora de unirmos os poderes legislativos e executivos e  toda a população da cidade a fim de exigir da Renova e de suas contratadas, a  continuidade do pagamento de salários dos seus funcionários, pago pontualmente, uma  vez que a cidade de Barra Longa amarga o título de única cidade da bacia do Rio Doce  que foi, e ainda é, atingida nos quintais de muitas casas, e no centro urbano. Valendo da lei (ambiental) que obriga a responsabilidade do poluidor pagador arcar com as consequências do seu crime. 

Lembramos que os efeitos da pandemia encontram especial gravidade no contexto de vulnerabilidade gerado e aprofundado pelo rompimento da barragem Fundão. Passados quase 5 anos do rompimento sem uma efetiva reparação, maiores são as dificuldades para que as famílias consigam se proteger adequadamente. 

Sem mais para o momento, respeitosamente Comissão de Atingidos e Atingidas de Barra Longa, Coletivo de saúde e demais atingidos. 

Ainda não há comentários

Os comentários estão fechados

CADASTRE-SE NA NEWSLETTER

Send this to a friend