Editorial (abril/2018)

“O tempo vai passando e nos sentimos “cobertos” por processos que “se perdem de vista”. Quando voltamos para casa, após uma reunião, e juntamos todos os detalhes que estão soltos pelo caminho, mais dias são acrescentados em nossas vidas provisórias.”

Leia mais