Um gualaxo de patrimônio

O diagnóstico da Pólen analisou os projetos e relatórios feitos pela Samarco S.A. e pela Fundação Renova entre 2015 e 2017 e percebeu que as ações de reparação se ancoravam exclusivamente no TCP (Termo de Compromisso Preliminar), assinado no início da tragédia.

Leia mais